Conversa com a gente mesmo

avatar Fabiane Vitiello de Oliveira - 09 de Dezembro de 2020

Clarice Lispector

“Escrevi este texto em 13 de agosto de 2015, mas ainda hoje ele faz morada em mim. Clarice mora em cada leitor que se permite dialogar com as suas palavras”

Fabi


Conversa com a gente mesmo

Ao iniciar uma organização em um dos armários de casa, um texto impresso em uma sulfite, dando um de espertalhão, ligeiro e hábil como só, salta de um caderno e pousa no chão. Ao pegá-lo entre as mãos, meus olhos buscam pelo trecho de Clarice Lispector:

"Mas há a vida que é para ser intensamente vivida, há o amor. Que tem que ser vivido até a última gota. Sem nenhum medo. Não mata."

Texto certeiro! Parece até que o Universo conspirou para que ele me "reencontrasse".

Leio - o tranquilamente, degustando, cada frase. Ao chegar ao final, meus olhos buscam novamente pelo trecho, especialmente 'tem que ser vivido até a última gota'. 

Com as palavras reverberando ainda em minha cabeça, deixo - o no criado-mudo, assim, garanto que entre deslocamentos de tempo, meus olhos buscariam por ele. 


Durante a semana, lá estava ele me lembrando que é preciso viver intensamente. Me dou conta que preciso mudar. Converso com ele durante os dias que se passaram e...mudo.

Penso em todas as coisas que me fazem ter a certeza de que estou vivendo até a última gota. Pelas manhãs, cafés e pães na chapa em padarias que não são íntimas ganham espaço. Mudo os horários das minhas aulas de ginástica para mais tarde, com isso posso me permitir dormir na calada da noite (coisa que ADORO! Dio Santo porque cargas d'água eu nunca havia alterado isso antes?). Volto a caminhar no parque. Em um parque que já acolheu meus passos desde a infância. Passos que caminhavam sempre pelo mesmo trajeto. Mudo o caminho, novos cheiros, outras árvores e pássaros escondidos entre a folhagem acompanham as minhas novas descobertas. 

Ainda (e sempre !) inspirada por Clarice Lispector, taças de vinho passam a ser bem-vindas no meio da semana, bem como, taças de sorvete de creme com Nutella e Kit Kat após às 20h ! Dormir com um travesseiro que não seja meu também entrou na pauta. 

Quem decretou que dia dos pais se comemora no segundo domingo de agosto? Não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe! O nosso foi, deliciosamente, comemorado no sábado com direito a pizza. 

E por aí a vida foi seguindo com novas experiências... Assisti a uma cerimônia Budista, me emocionei ao ouvir uma orquestra sinfônica , conheci um novo restaurante, me deliciei com o livro de uma autora ( até então!) desconhecida... Vida que segue.

Ao longo da vida, se não abrimos os olhos e mudarmos a rota, as " verdades absolutas" tendem a tomar as rédeas e passam a nos guiar. O pãozinho será o da padaria de sempre, o cheiro do perfume nunca mudará, as roupas serão lavadas com a mesma dupla de sabão e amaciante, os jogos de futebol serão vistos somente pela TV, passaremos frequentemente pelas mesmas ruas, árvores, casas e o despertador, insistentemente, tocará às 5h30 pelo resto da vida. 

Mas o que realmente nos faz ter certeza que estamos vivendo intensamente, até a última gota? 

Enfim, li na revista Bons Fluidos desse mês a seguinte afirmação: organizar dá início a uma conversa com a gente mesmo. E não é que a conversa rendeu?

 

Em comemoração aos 100 anos de Clarice Lispector, criamos uma página especial para homenageá-la:

Clique aqui para acessar

De professor para professor

Comentários