Clube de assinatura de livros pedagógicos

Sobre atravessar fronteiras de mãos dadas com Reggio Emilia

avatar Diálogos Viagens Pedagógicas - 13 de Agosto de 2019

Reggio Emilia

A possibilidade de construir a história da Diálogos em conjunto com tantas boas parcerias é um verdadeiro privilégio. Durante esses 10 anos, muitas mãos nos foram estendidas nesse caminhar, agarramos algumas, seguramos com mais delicadeza outras e, algumas mãos não permaneceram. 

As mãos que estiveram conosco na semana retrasada, merecem não ser soltas! São mãos que nasceram na Itália e, certamente, já preparam muitas "pastas, mamma mia" com o auxílio de parceiros mais experientes. São mãos que, legitimamente, celebraram tantas conquistas ao longo de uma década de nossa vida enquanto Diálogos. Mãos que nos tornaram melhores. 

Massimo Ghirardi e Barbara Quinti, dois ateleristas de Reggio Emilia, embalaram nossas perguntas, desequilíbrios cognitivos, esperança e mãos durante uma semana. 

Barbara é pura “parole com le mani”! As mãos acompanham os seus pensamentos e nos convidam a repensar o lugar que ocupamos no cotidiano da escola. 

Massimo, com suas mãos firmes entre o microfone e a mesa, e com a sua escuta aguçada nos questiona: Como a mão pensa? Como a mão e o cérebro se relacionam? Eles se relacionam? Como o docente dá sentido ao que vê?

Seguimos com mãos inquietas buscando sentido ao que ouvimos. Seguimos com mãos entrelaçadas e respirando fundo entre uma pergunta e outra. Seguimos com mãos que buscam acompanhar a rapidez (e força!) das palavras orais e transformá-las em palavras escritas, como se nossos registros ganhassem vida à medida que anotamos, rabiscamos, usamos lápis e canetas coloridas para marcar algo que nos chamou muita atenção, desenhamos. Enfim, as mãos tornam os pensamentos visíveis através da escrita. 

Nos últimos dois dias de encontro, colocamos a mão na massa, literalmente, foi tempo de preparar quatro ateliês da Mostra Sconfinamenti, que ocupará os espaços de uma galeria de arte em Buenos Aires durante este mês. 

Massimo e Barbara levam as mãos para passearem por todo espaço, tocam os materiais com delicadeza, apuram o olhar na busca de qualidade, nos ofertam pontos de referência para ajustarmos o nosso próprio foco.

A tradução da palavra Sconfinamenti é algo como “atravessar fronteiras”. Nós duas, seguimos juntas de mãos dadas com vocês, atravessando fronteiras e aproximando territórios.

Aguardem, novidade chegando!

 

Professor, já conhece a Diálogos Embalados?

Faça parte!

Clube de assinatura de livros pedagógicos

Institucional, De professor para professor