Confira nossa programação de encontros:

Alfabetização inicial: materiais e recursos que apoiam a prática do professor - com Teca Antunes

Alfabetização inicial: materiais e recursos que apoiam a prática do professor - com Teca Antunes

A partir de uma concepção de alfabetização que dialoga com os saberes infantis, o curso pretende analisar recursos diversos que possam desafiar as crianças com relação ao conhecimento acerca da leitura e da escrita. Materiais diversos e jogos (físicos e digitais) farão parte da discussão embasada em princípios didáticos relevantes da área. 

 

INSCREVA-SE

O Caderno Como Lugar de Existência - com Renata Stort

O Caderno Como Lugar de Existência - com Renata Stort

O caderno não é um objeto!
Nesse encontro, iremos dialogar sobre o desejo e a importância da escrita que registra e materializa nossas intenções. Vamos refletir sobre o que estamos chamando por caderno e delinear sua importância como um lugar de existência. Também vamos conhecer diversos cadernos e compartilhar as práticas com uso dos cadernos na escola como um lugar de pertencimento, que expressa importantes registros sobre as relações, os pensamentos e a vida do estudante.
 
INSCREVA-SE
ATELIÊ: o pensamento é vivo, se materializa e se movimenta - Rayssa Oliveira

ATELIÊ: o pensamento é vivo, se materializa e se movimenta - Rayssa Oliveira

Vamos falar sobre ateliê? Esse encontro pretende abordar o conceito de ateliê a partir de diferentes perspectivas para nos provocar a pensar sobre o lugar da arte e das diferentes linguagens não só no cotidiano escolar, mas também dentro de cada um.
Ateliê é estado, é material, é espaço, é ação; são mãos e pensamentos, narrativas e expressões. Lugar máximo da diversidade nas formas do fazer e do pensar, da expressão das singularidades, da coragem e do improviso, da estética, da atenção e da sensibilidade.
Ateliê é movimento. Como convocar o outro a tudo isso? Bora conversar?
 
INSCREVA-SE
di

Arte na Educação Infantil - com Diana Tubenchlak

Neste encontro conversaremos sobre a presença da arte na Educação Infantil, a partir dos seguintes temas:
- as relações entre a arte contemporânea e a educação; 
- a mediação cultural nas exposições de arte;
- a escola como ateliê;
- e a criança como protagonista.

INSCREVA-SE

SONHOS, DESENHOS E FAZ DE CONTA Para adentrar o universo das crianças - com Adriana Friedmann

SONHOS, DESENHOS E FAZ DE CONTA Para adentrar o universo das crianças - com Adriana Friedmann

As crianças têm várias formas de se expressar. Dentre elas os sonhos, os desenhos e o faz-de-conta constituem linguagens cotidianas. Escutar e compreender o que as crianças vivem, sentem e o que as interessa é desafio para pais e educadores. Pois escutar crianças e compreender seus mundos interiores requer, tanto um trabalho interno do adulto, quanto estudo e pesquisas permanentes.

Em três encontros iremos refletir a esse respeito, conhecer princípios básicos para uma  postura de escuta respeitosa e presente, conhecer dicas básicas para estas ‘leituras’  e aprofundar na compreensão dessas expressões infantis a partir de exercícios de escuta e observação.


INSCREVA-SE

A Poética da Casa até A Escola: O lugar da curiosidade no ato de documentar - com André Carrieri

A Poética da Casa até A Escola: O lugar da curiosidade no ato de documentar - com André Carrieri

O ateliê tem como objetivo central potencializar o olhar da educadora, por isso valorizamos a consciência sobre todo processo fotográfico. Exibições de fotos, debates sobre artigos e práticas fotográficas vão na mesma direção: que a educadora otimize a sua “câmera interna” com práticas fotográficas em casa e na escola, para depois, compartilhar e debater no coletivo dos encontros online. 


INSCREVA-SE

O que significa organizar o arranjo curricular através dos campos de experiências - com Paulo Fochi

O que significa organizar o arranjo curricular através dos campos de experiências - com Paulo Fochi

Refletir sobre os campos de experiência na educação infantil com vista na centralidade da ação da criança, é também permitir ao adulto um reposicionamento atento e disposto a viver as possibilidades infinitas que se revelam na necessidade da criança em explorar, sentir e investigar sempre curiosa.
Esse diálogo, com o Paulo Fochi, sobre os campos de experiência na educação infantil será o fio condutor para problematizar a construção de um arranjo curricular para a Educação Infantil.

INSCREVA-SE

DA TELA PARA A LETRA CURSIVA - com Elvira Souza Lima

DA TELA PARA A LETRA CURSIVA - com Elvira Souza Lima

Após um ano de ensino remoto, com os aspectos positivos e negativos e já com uma certa distância no tempo desta experiência educacional provocada pela pandemia, novas questões se colocam.

O distanciamento físico e o uso contínuo das telas deixam marcas visíveis no desenvolvimento das crianças e dos jovens. A comunicação entre os alunos, que a escola proporciona no ensino presencial, é fundamental. Pesquisas, assim como dados de avaliação em vários países, mostram que houve menor aprendizagem, principalmente, em matemática.

 

INSCREVA-SE

 

suely-março

Documentação pedagógica: teoria e prática - com Suely Amaral

Estudos e pesquisas contemporâneos realizados desde as últimas décadas do século 20 têm nos desafiado a descobrir as crianças pequenas. Descobrimos que pouco as conhecemos em sua aventura de conhecer o mundo em que nascem e se formar como personalidades. Por isso, temos falado tanto em escuta. A documentação pedagógica que qualifica o trabalho pedagógico na escola da infância é uma forma de escuta. Quanto mais estudamos (e estudamos sobre a criança pequena: outro elemento essencial de escuta), mais compreendemos a importância da participação, do envolvimento e da agência das crianças em todos os processos vividos, se o que queremos é promover seu desenvolvimento pleno.

Como a documentação pedagógica se concretiza nessa perspectiva? Qual seu sentido na construção de uma nova cultura escolar que todos nós sabemos ser urgente?

 

INSCREVA-SE

cerebro-curso

UMA VIAGEM AO CENTRO DO CÉREBRO DO BEBÊ - com Elvira Souza Lima

Cientistas pesquisadores do cérebro do bebê estão usando termos como “gênio linguista”, “pesquisador por excelência” “pequenos seres com um cérebro potente” para definir o bebê em seus primeiros 24 meses de vida.  Graças a avanços tecnológicos importantes nos últimos anos, cientistas estão expandindo e aprofundando os estudos e pesquisas do cérebro do bebê.

 

INSCREVA-SE

 

portfolios

Registros e portfólios: por que e para quê, mesmo? - com Denise Tonello

Este encontro possibilitará evidenciar princípios norteadores que caracterizam o portfólio como um instrumento de avaliação formativa, além de explorar como cada um dos instrumentos de avaliação devem ser planejados para que a avaliação evidencie o processo de aprendizagem do educando.

 

INSCREVA-SE

 

Quais são as marcas que carrego no meu corpo, que por sua vez marcam minha forma de estar no mundo? com Fátima Freire

Quais são as marcas que carrego no meu corpo, que por sua vez marcam minha forma de estar no mundo? - com Fátima Freire

Todos nós, de certa forma, nascemos marcados pelo grupo familiar ao qual pertencemos. O desejo inconsciente de nossos genitores já é uma forma de nascermos marcados. Não se trata aqui de uma posição determinista. De forma alguma. Pois a partir do momento que assumo, reconheço e, tomo consciência destas marcas, posso ressignificá-las.
Damos entrada ao nosso grupo primário familiar de origem, de certa forma, com o nosso lugar de ocupação como indivíduo já marcado.

 

INSCREVA-SE

 

CONHEÇA AS VANTAGENS DE SER ASSOCIADO DO CLUBE DE LIVROS PARA EDUCADORES: DIÁLOGOS EMBALADOS.
QUERO CONHECER